Após pagar fiança, motorista que matou garis pode ser solto em SP

Fernando Mirabelli, de 32 anos, pagou fiança de R$ 50 mil na segunda-feira. Dois garis morreram no acidente, na Marginal Pinheiros

AE |

selo

Futura Press
Fernando Mirabelli é visto antes de ser transferido ao CDP

O gerente de banco Fernando Mirabelli, de 32 anos, pode ser solto nesta terça-feira. Ele foi detido em flagrante no sábado (22) por homicídio doloso, depois de atropelar três garis e matar dois no acesso à Ponte Ari Torres da Marginal do Pinheiros, na zona sul de São Paulo. Ele estava embriagado e em alta velocidade no momento do acidente, segundo a Polícia Militar. A fiança de R$ 50 mil estipulada pela Justiça foi paga na segunda-feira.

Leia também: Motorista que atropelou garis paga fiança e pode ser solto

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), após o pagamento da fiança, o alvará de soltura foi entregue na noite de segunda-feira (24) no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na zona leste, que está checando informações sobre outros possíveis mandados de prisão em nome do bancário para permitir a liberdade ao motorista.

Segundo a polícia, no dia do acidente, o motorista estava embriagado e em alta velocidade quando perdeu o controle do seu veículo, modelo Hilux. Mirabelli, que mora em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, retornava de uma casa noturna em Guarulhos e seguia para a casa dos pais, no Campo Belo, zona sul de São Paulo.

Leia mais sobre esse e outros acidentes:

- Motorista que matou garis chega à prisão em São Paulo

- Carro atropela e mata dois garis na Marginal Pinheiros

- Motorista de acidente no Itaim estaria muito acima da velocidade, diz polícia

- Motorista de Porsche é indiciado por homicídio doloso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG