Após liminar, cooperativas de micro-ônibus operam normalmente

Perueiros reivindicam reajuste de 12%, mas Prefeitura de SP oferece 4,38% e conseguiu liminar na Justiça para impedir a greve

AE |

selo

Os cerca de seis mil micro-ônibus que fazem 330 linhas e atendem a quase 3,5 milhões de passageiros na capital paulista operam normalmente na manhã desta terça-feira, segundo a São Paulo Transportes (SPTrans) - empresa que gerencia o transporte de passageiros por ônibus na cidade de São Paulo.

As cooperativas ameaçavam iniciar uma greve a partir da 0h e por tempo indeterminado em razão de um impasse em torno da correção de valores repassados aos operadores pelo transporte dos passageiros. As cooperativas reivindicam 12%, mas a Prefeitura de São Paulo aceitou dar um reajuste de 4,38%.

Na segunda-feira, a administração municipal já havia conseguido na Justiça uma liminar para impedir a paralisação dos motoristas e cobradores. A decisão previa multa de R$ 100 mil diários por funcionário que não trabalhasse. O sindicato que representa a categoria resolveu suspender a greve pois conta com a promessa da Prefeitura de que índice de reajuste poderá ser revisto.

    Leia tudo sobre: greveperueirostransportesão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG