Após briga, pai mata filho na zona norte de São Paulo

Computador teria gerado discussão entre os dois familiares

AE |

selo

Uma briga familiar terminou em tragédia, na noite de ontem, depois que o pedreiro Daniel de Oliveira, de 40 anos, derrubou o filho, Renan Ramos Silva de Oliveira, de 19 anos, que bateu a cabeça contra uma mureta e acabou morrendo. Daniel foi preso depois de fugir do local do crime. 

Parentes contaram à Polícia Militar que Daniel e Renan brigavam com frequência. Neste dia, o pedreiro voltou para casa, por volta das 19h, após beber em um bar. Estavam na residência, no Jardim Elisa Maria, zona norte de São Paulo, também a mãe de Renan e a irmã, de 14 anos. Ele teria perguntado para o filho se ele havia pegado um computador, que teria prometido buscar na loja. Renan teria respondido negativamente, o que deu início à briga. O pai partiu para a agressão física, com socos e pontapés.

 Em determinado momento Renan foi para a varanda da casa. Daniel ameaçou pegar uma faca na cozinha, mas desistiu depois de interferência da mulher. Ele então foi para fora da casa e voltou a lutar com o filho. Daniel o derrubou, quando então Renan bateu a cabeça em uma mureta. O pedreiro fugiu em seguida.

Levado para o Hospital Cachoeirinha, Renan morreu. Daniel foi preso na entrada do hospital. O caso foi encaminhado ao 72º Distrito Policial (DP). O pedreiro será indiciado por lesão corporal seguida de morte.

    Leia tudo sobre: são paulopaifilhocrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG