Anulação de multas de trânsito cresce 122% em SP

A principal causa é uma falha no processamento de autuações registradas por radares

AE |

Mais do que o dobro de motoristas paulistanos se livrou de multas de trânsito neste ano. As Juntas Administrativas de Recursos de Infrações (Jari) deferiram 42.596 recursos de janeiro a maio - ante 19.152 do mesmo período de 2009 (alta de 122,4%). A principal causa é uma falha no processamento de autuações registradas por radares, mas também há quem esteja aprendendo a legislação e conseguindo reverter as multas.

Também houve na comparação entre os dois períodos um grande aumento na quantidade de recursos impetrados (13,3%) e de julgados pelos órgãos responsáveis (49,7%). Mas só o fato de haver mais recursos sendo analisados não explica o crescimento na quantidade de motoristas que conseguem reverter suas infrações.

Isso porque o índice de deferimentos também aumentou em relação ao total de recursos. Nos cinco primeiros meses do ano passado, 31% do total de recursos foi deferido e agora o índice passou para 46%.

A principal causa para o aumento nos deferimentos é uma falha na fiscalização do rodízio feita por radares. "Foram aplicadas mais multas indevidas", diz um integrante da Jari municipal. Ele conta que praticamente dobrou no ano passado a quantidade de radares que conseguem fiscalizar o rodízio, mas uma falha no cadastro de isenções estaria provocando erros. A Secretaria dos Transportes reconhece o problema e afirma que está avaliando uma maneira de corrigir a distorção. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: multas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG