Alunos da USP evitam se pronunciar em depoimentos à polícia

Dinheiro para o pagamento da fiança já está na delegacia em São Paulo; polícia retifica número de detidos de 73 para 72

iG São Paulo |

Os alunos da USP detidos na madrugada desta terça-feira (8) estão sendo ouvidos um a um na 91ª Delegacia de Polícia , na zona oeste da capital paulista. Eles foram presos durante reintegração de posse no prédio da reitoria da universidade, ocupado na última quinta-feira em protesto contra a presença da Polícia Militar no campus.

A polícia retificou o número de detidos de 73 para 72. Todos foram presos em flagrante e indiciados por crimes de desobediência e dano ao patrimônio público e terão que pagar um salário mínimo de fiança . O dinheiro da fiança de todos os alunos, R$ 39.240, já está na delegacia.

Até o início da noite, 57 alunos haviam prestado depoimento mas todos se recusaram a falar sobre o caso. Além do depoimento, a polícia apresentou um questionário com 12 perguntas sobre a ocupação da universidade. Nenhum dos alunos ouvidos até agora respondeu a essas perguntas.

Cronologia

O prédio da reitoria da USP foi ocupado após uma assembleia de estudantes decidir pelo cancelamento de outra invasão, no prédio administrativo de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), na noite de terça-feira (1). O primeiro ato ocorreu em protesto pela detenção de três estudantes que estariam fumando maconha no estacionamento na última semana.

Na tarde de quinta (3), a reitoria divulgou imagens das câmeras instaladas no prédio da reitoria que mostram o momento em que várias pessoas forçam o portão e invadem o local.

    Leia tudo sobre: uspreintegração de possepmdepoimentos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG