Afastados dois PMs após confronto na Marcha da Maconha

Comandante da Força Tática foi afastado até o fim do inquérito, por ser responsável pela tropa que atuou na marcha

AE |

selo

A Polícia Militar afastou ontem dois integrantes da corporação - um tenente do serviço de rua e um comandante da Força Tática - depois de avaliar a conduta de ambos durante a Marcha da Maconha na Avenida Paulista, em São Paulo, no sábado. A PM usou balas de borracha e bombas de efeito moral. Pelo menos sete pessoas foram detidas e dez ficaram feridas levemente.

O tenente, do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), teria sido flagrado por uma emissora de TV ao dar uma rasteira em um manifestante. O comandante da Força Tática foi afastado até o fim do inquérito, por ser responsável pela tropa que atuou na marcha.

Organizadores da marcha chegaram a dizer que pediram aos participantes para não cometer atos de vandalismo, mas isso não teria sido seguido por todo o grupo. PMs que participaram do monitoramento alegam que "responderam a agressões dos manifestantes". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: marcha da maconhadesembargadoragressãoconfronto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG