Advogada de Lindemberg afirma que juíza devia "voltar a estudar"

Discussão ocorreu quando Ana Lúcia Assad citou o termo "princípio da verdade real", que a juíza disse desconhecer

iG São Paulo |

A advogada Ana Lúcia Assad, que faz a defesa de Lindemberg Alves, bateu boca com a juíza Milena Dias durante o depoimento de uma das testemunhas de defesa durante o julgamento que ocorre no fórum de Santo André, nesta terça-feira. Durante a discussão, Ana Lúcia disse que a juíza precisa "voltar a estudar".

AE
A advogada de defesa de Lindemberg ao chegar ao fórum nesta terça-feira
Discussão no plenário: "Me senti humilhada", diz mãe de Eloá
Ronickson:
"Ele é um monstro, louco e agressivo", diz irmão sobre Lindemberg
Defesa:
'Para descobrir a verdade não precisa ter pressa', diz defesa de Lindemberg
2º dia:
Recomeça o julgamento de Lindemberg Alves em Santo André

Assad questionava um ponto técnico no inquérito durante o depoimento da perita Dairse Aparecida Pereira Lopes.

A advogada do réu mencionou o "princípio da verdade real", que a juíza Milena Dias disse desconhecer. Assad respondeu: "Então a senhora devia ler mais. Voltar a estudar".

Nesse momento, a promotora Daniela Hashimoto alertou a advogada de defesa. "O que a senhora disse é desacato, a senhora pode responder por isso", afirmou Hashimoto.

"Serei eternamente grata por esse gesto de amor", diz mulher que recebeu coração de Eloá

Discussões

Outra discussão que marcou o dia aconteceu entre a advogada de defesa e a acusação, quando a mãe de Eloá Pimentel foi chamada para ser ouvida e Ana Lúcia Assad afirmou que a ordem das testemunhas de defesa era escolhida por ela. "Me senti humilhada", afirmou a mãe da vítima .

Com AE, Carolina Garcia e Fernanda Simas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG