Acusado de matar pai e madrasta, Gil Rugai será julgado em dezembro

Segundo a denúncia, o estudante assassinou o pai e a madrasta após uma briga sobre a administração da empresa. Ele nega o crime

AE |

selo

AE
O ex-seminarista Gil Rugai será julgado ainda este ano

O estudante e ex-seminarista Gil Rugai será levado a julgamento em 12 de dezembro, segundo informação do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Rugai é acusado de matar o pai, Luiz Carlos Rugai, e a madrasta, Alessandra de Fátima Troitino, em 28 de março de 2004. A data foi marcada pelo juiz Emanuel Brandão Filho, do 5º Tribunal do Júri de São Paulo. 

De acordo com o Ministério Público, responsável pela denúncia, o estudante assassinou o pai e a madrasta após uma briga sobre a administração da empresa, a Referência Filmes.

Rugai teria falsificado a assinatura do pai em cheques no nome da empresa. Ele foi expulso de casa cinco dias antes do crime, mas nega ter cometido os assassinatos.

O júri será no mesmo plenário onde foi realizado o julgamento do caso Suzane Richthofen. Gil Rugai aguarda julgamento na Penitenciária Dr. José Augusto Salgado - Tremembé 2, no interior de São Paulo, local onde estão outros presos "famosos".

- Conheça outros crimes que chamaram a atenção da opinião pública

    Leia tudo sobre: gil rugaijulgamentojustiçacrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG