"Abriram fogo contra nós", diz comandante da Rota após confronto

Criminosos tentavam roubar um caixa eletrônico dentro de um mercado na zona norte da cidade. Ação da Rota matou seis suspeitos

iG São Paulo |

O comandante da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tenente-coronel Paulo Adriano Lopes Telhada, afirmou que a ação policial que evitou um roubo a caixa eletrônico e resultou na morte de seis suspeitos , na manhã desta sexta-feira, na zona norte da capital, foi uma resposta à altura da ação dos criminosos. “Fomos informados pelas vítimas de que os bandidos eram violentos. Quando chegamos e demos a ordem de parada, eles gritaram que iam parar, mas abriram fogo contra nós”, contou o comandante.

Segundo a polícia, uma denuncia anônima avisou o 18º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), que o supermercado local sofreria uma tentativa de invasão para roubo a caixas eletrônicos. Por haver duas unidades da loja no bairro, os policiais se dividiram e começaram o patrulhamento.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, quando o bando atacou o mercado, os policiais pediram o reforço da Rota. “Esse tipo de crime (roubo a caixa eletrônico), atrai quadrilhas formadas, em média, por dez ou mais pessoas, com armamento pesado”, disse Telhada.

AE
Depois de tiroteio, polícia apreende metralhadoras, fuzis, munição e coletes a prova de balas
Ainda segundo a polícia, do lado de fora do supermercado, antes da Rota chegar, os policiais do batalhão de área trocaram tiros com os bandidos. O motorista da quadrilha, num Peugeot, foi atingido, dois correram pra dentro do mercado e três funcionários foram feitos reféns. 

Em seguida, dois pelotões da Rota, com 48 policiais, chegaram ao local. A troca de tiros continuou. O confronto resultou em seis mortos e 10 foragidos. Os policiais apreenderam maçarico e botijões de gás. Além do material que seria usado para arrombar os caixas, foram encontrados dois fuzis 556, duas carabinas, duas metralhadoras, uma pistola e três coletes. Cinco carros que foram usados pelos bandidos também foram apreendidos.

Com as investigações, a Polícia Civil conseguiu prender outro participante da ação, R.M.A.. “Encontramos ele no PS Nhocuné. Estava com um ferimento nas costas. Ao ver os policiais, admitiu a participação no roubo. Nós já o indiciamos”, disse o delegado Maurício Guimarães Soares, chefe da Divisão de Homicídios do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

    Leia tudo sobre: rotacaixa eletrônicomortescrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG