A dois meses do verão, Guarujá vive onda de roubos

Prefeitura pretende ampliar para 55 o número de câmeras de segurança

AE |

selo

A dois meses do início da temporada de verão, o clima é de insegurança no Guarujá, município do litoral paulista, e tem deixado moradores em alerta contra onda de roubos a residências de alto padrão - principalmente nas Praias de Pernambuco e da Enseada, uma das mais badaladas da cidade.

Na madrugada de quarta-feira, o casal J.F., de 60 anos, e M.M.F., de 58 anos, foi acordado por gritos de uma vizinha. Assaltantes entraram na casa, na Enseada, e fizeram a família refém, amarrando-a enquanto recolhiam joias e dinheiro.

No mesmo quarteirão da Rua Veraneio, onde ocorreu o assalto, mais três imóveis foram roubados neste ano, segundo moradores. No caso mais recente, pai, mãe e dois filhos decidiram trancar a porta e não voltar mais. "Foram para a casa de parentes", conta M. Ela e o marido se aposentaram e foram morar no Guarujá pensando em ter sossego. "Hoje eu estou no meio de cadeados, grades e muros de cerca elétrica", diz. Por enquanto, o casal não pensa em ir embora.

Do feriado de Nossa Senhora Aparecida até o dia 19 foram pelo menos sete roubos a residências - três deles na semana passada. Entre as casas invadidas está a do cantor Roberto Carlos, na Praia de Pernambuco. No feriado, o filho de Roberto, Dudu Braga, e a mulher foram surpreendidos por uma dupla armada quando se preparavam para dormir. O casal foi amarrado, junto com os caseiros, em um assalto que durou cerca de 40 minutos.

A prefeitura tem 33 câmeras para monitorar a cidade. A ideia, após o período eleitoral, é fazer licitação para comprar mais 22. O prazo do trâmite é de até 60 dias. A cidade conta ainda com 312 guardas municipais. Dados da Secretaria da Segurança Pública mostram que, de janeiro a junho deste ano, o número de roubos subiu 10% no Guarujá em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registrados 1.308 casos em 2009 e 1.440 em 2010.

Defesa

O delegado titular do Guarujá, Cláudio Rossi, disse ter prendido na quinta-feira dois homens acusados de assaltar uma residência na Praia da Enseada, um deles menor de idade. O crime ocorreu no feriado de Nossa Senhora Aparecida. Ambos foram reconhecidos pelas vítimas. Segundo Rossi, o bairro Jardim Virgínia, localizado na mesma praia, é o mais visado por ladrões, junto com as mansões da Praia de Pernambuco.

Rossi explicou que no feriado e na temporada de verão ladrões escolhem pessoas que estão chegando em casa e tirando as malas do carro. Ele considerou "pontuais" os últimos crimes, ocorridos em dias úteis. Na avaliação do delegado, grupos se aproveitam para roubar em ruas que têm muitas casas de temporada, que estão sem movimento. "É a oportunidade e são pessoas daqui e não de fora."

Segundo a Polícia Militar (PM), para cada época do ano há ações específicas para aumentar a segurança. Em feriados prolongados, quando aumenta a população no Guarujá, ocorre o reforço do policiamento e o desenvolvimento de operações especiais. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: violênciaassaltoguarujásegurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG