Após negociação, funcionários do Metrô e CPTM adiam greve

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Metrô e CPTM irão operar normalmente nesta quarta-feira

Trem da CPTM vão operar normalmente nesta quarta-feira (27) em São Paulo
Divulgação/Edson Lopes Jr/A2 Fotografia
Trem da CPTM vão operar normalmente nesta quarta-feira (27) em São Paulo

Trabalhadores do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) decidiram em assembleia nesta terça-feira (26) adiar a greve que aconteceria amanhã. Em nota, o Metrô confirma que vai operar normalmente nesta quarta. 

Os metroviários devem fazer uma nova reunião na próxima segunda-feira (1º) para decidir se terá uma paralisação no dia 2 de junho. Já os funcionários da CPTM irão se reunir na terça (2), com possibilidade de parar na quarta (3).

Na última segunda (25), os trabalhadores do Metrô participaram de uma audiência de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho). O Tribunal sugeriu reajuste de 8,82% e aumento do vale-refeição, vale-alimentação e PLR (Participação nos Lucros e Rendimentos).

O percentual é superior ao 7,21% proposto pela empresa e inferior ao reinvidicado pelos trabalhadores, que queriam reajuste de 18,64%. Na próxima semana, a proposta será discutida em nova audiência de conciliação.

CPTM

Três sindicatos ligados a funcionários da CPTM – Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Sindicato dos Ferroviários da Zona de Sorocabana e Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil – também decidiram adiar a greve para estar quarta. 

Leia mais:

Lei que facilita acesso a deficientes físicos é descumprida nos trens de SP

Os trabalhadores reivindicam 7,89% de reajuste mais 10% de aumento real. Além disso, eles também pedem a garantia de pagamento de, no mínimo, R$ 5 mil no Programa de Participação nos Resultados (PPR), auxílio materno-infantil de R$ 500, vale refeição de R$ 840 e vale alimentação de R$ 400. A CPTM oferece 6,65% de aumento.

Na próxima terça-feira (2), os sindicatos se reúnem novamente para discutir a proposta apresentada pela CPTM e a possibilidade de parar no dia 3 de junho.

Leia tudo sobre: metrôcptmgreveparalisaçãoIGSPnegociação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas