Em assembleia nesta terça-feira (19), ficou decidido que os funcionários terão reajuste de 9% e mais alguns benefícios

Os motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo suspenderam a paralisação que aconteceria nesta quarta-feira (20) após entrarem em acordo com o sindicato patronal, o SPUrbanuss. 

Em assembleia na tarde desta terça (19), ficou decidido que os funcionários terão reajuste de 9%, aumento no vale-refeição – de R$ 17,69 para R$ 19 – e também da Participação nos Lucros e Resultados (PRL), que passará de R$ 600 para R$ 1 mil. Os trabalhadores também terão plano de convênio odontológico.

De acordo com o SPUrbanuss, uma comissão será criada para estudar a carreira de motoristas, que ganham o mesmo salário independente do veículo que eles dirigem, sejam eles micrô-ônibus, ônibus articulados, trólebus, etc.

Leia também:

Motoristas de ônibus paralisam terminais de SP

Motoristas de micro-ônibus fazem protesto no centro de São Paulo

Na última assembleia, que aconteceu no dia 14 de maio, o Sindimotoristas (sindicato que representa os trabalhadores) pedia reajuste de 7,5%, aumento do vale-refeição para R$ 22 e PLR de R$ 2 mil.

Em 12 de maio, os motoristas realizaram uma paralisação de duas horas em 29 terminais de São Paulo, em forma de reivindicação e melhora de benefícios.

Veja imagens da paralisação do dia 12:


Mais informações em instantes


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.