Internos da Fundação Casa fazem reféns e deixam agentes feridos em rebelião

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, Unidade Vila Leopoldina tem apenas réus primários

Colchões em chamas durante rebelião realizada na unidade, que fica na Marginal Pinheiros
TV Globo/Reprodução
Colchões em chamas durante rebelião realizada na unidade, que fica na Marginal Pinheiros

Uma unidade voltada apenas para réus primários – sem passagens anteriores pela polícia – da Fundação Casa foi marcada por uma violenta, porém curta, rebelião, no início da tarde desta quinta-feira (14).

A assessoria da instituição confirmou que o tumulto foi encerrado após cerca de duas horas de seu início, perto das 15h. Ao longo do motim, 14 funcionários foram feitos reféns, sendo que quatro deles ficaram levemente feridos. 

A revolta dos menores infratores começou por volta das 13h, na Unidade da Vila Leopoldina da fundação. Internos atearam fogo em colchões, formando uma grande nuvem de fumaça preta em direção à Marginal Pinheiros, onde fica a unidade. Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para controlar as chamas. Móveis também foram destruídos no motim. 

Leia também:
Audiência entre sindicato e Fundação Casa termina sem acordo
Em greve, trabalhadores da Fundação Casa fazem piquetes
Alckmin é contra redução da maioridade penal, diz presidente da Fundação Casa

A negociação com os menores ficou a cargo da Superintendência de Segurança e da Coordenadoria da Fundação Casa. A Polícia Militar chegou a ser chamada, mas não entrou no local. 

A unidade tem capacidade para 150 pessoas e, de acordo com a instituição, possui 101 atualmente. A fundação ainda investigará os motivos que levaram ao motim e os adolescentes que nele se envolveram.

Leia tudo sobre: fundação casaigsprebelião

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas