185 pessoas morreram em confrontos com a PM de São Paulo só neste ano

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a SSP, trata-se do maior número de mortes em confrontos com a Polícia Militar (PM) já registrado para o primeiro trimestre desde 2003, quando 196 pessoas morreram

Agência Brasil

Nos primeiros três meses deste ano, 185 pessoas foram mortas no estado de São Paulo em situações descritas como confronto com policiais militares em serviço - uma média de 2,05 pessoas a cada dia. Trata-se do maior número de mortes em confrontos com a Polícia Militar (PM) já registrado para o primeiro trimestre desde 2003, quando 196 pessoas morreram. O dado é parte de um balanço divulgado trimestralmente pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Segundo ouvidor-adjunto da Polícia de SP, número de mortos em confrontos é preocupante
Fernando Frazão/ Agência Brasil
Segundo ouvidor-adjunto da Polícia de SP, número de mortos em confrontos é preocupante

No mesmo período de 2014 foram registradas 157 mortes em confronto com a PM em serviço, média de 1,74 pessoa por dia. “É um aumento muito grande, substancial e que preocupa”, disse o ouvidor-adjunto da Polícia do Estado de São Paulo Walter Foster Jr.

O balanço também mostra que, nas ocorrências envolvendo a Polícia Militar no primeiro trimestre deste ano, 105 civis ficaram feridos, enquanto quatro policiais militares em serviço foram mortos e 43 ficaram feridos. Segundo Foster Jr, o fato de o número de mortos em confrontos ser maior que o de feridos é preocupante. “Evidentemente, quando há um aumento maior de mortes e não de feridos, alguma coisa não está funcionando adequadamente”, disse.

Leia também:

Policial morre após se envolver em briga em casa noturna, na Grande SP

Professores e PM entram em confronto em protesto no Paraná

Em relação à Polícia Civil, nove pessoas morreram em confrontos e cinco ficaram feridas. Mais sete pessoas foram mortas por policiais civis em folga. Um policial civil em serviço morreu e mais 18 ficaram feridos. Nos primeiros 90 dias do ano passado, seis pessoas morreram em confrontos com policiais civis em serviço e sete por policiais civis de folga.

Leia tudo sobre: confrontoPMpolícia militarIGSP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas