Casos de dengue crescem 139% em SP; ministro diz que números devem aumentar

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em reunião com o prefeito Fernando Haddad, Arthur Chioro afirmou que o período de março a maio é historicamente o pico de transmissão da doença na capital de São Paulo

Os casos de dengue explodiram na capital paulista neste início de ano – e podem crescer ainda mais nos próximos meses. Foi o que afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, em reunião com o prefeito da cidade, Fernando Haddad, com presença de 600 gerentes e diretores clínicos responsáveis pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, realizada nesta sexta-feira (6).

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, que cobrou das prefeituras ações para combater doença
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, que cobrou das prefeituras ações para combater doença

Segundo o ministro, nos dois primeiros meses do ano houve aumento de 139% em casos notificados por dengue em comparação ao mesmo período do ano passado. Foram 174.676 contra 73.135 de janeiro/fevereiro de 2014. "“É preciso eliminar os criadouros do mosquito [aedes aegipti, transmissor da dengue] ao longo de todo ano, redobrando os cuidados, nesta época em especial, e acabar com as larvas nos nossos domicílios", disse Chioro.

Leia mais:
Dengue provoca corrida de pacientes à Santa Casa no interior de São Paulo

"As prefeituras devem fazer o processo de pulverização onde encontramos situação epidêmica e os serviços de saúde, públicos e privados, adotar os protocolos de manejo dos pacientes indicados pelo Ministério da Saúde.”

Chioro destacou, no entanto, que houve queda no número de mortes causados pela dengue, além da gravidade dos casos ter diminuído – 555 casos da doença com maior chance se de sagravar, índice 28% do que o do período de 2014, e 39 óbitos contra 62 do ano passado. Mas alertou: os próximos meses devem ser críticos para toda a população.

Leia também:
Casos de dengue quase dobram no início deste ano em São Paulo
Seis cidades de São Paulo têm aumento nos casos de dengue

“O período de março a maio é, historicamente, o de maior transmissão da dengue, e isso acende o alerta para a necessidade de redobrar as ações de vigilância”, alertou. 

Leia tudo sobre: igspfernando haddadarthur chiorodengueaedes aegypti

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas