O grupo foi preso após testemunhas descreverem aos policiais a roupa dos suspeitos e informarem que eles haviam fugido

A Polícia Militar informou nesta segunda-feira (23), que prendeu em flagrante dois homens, de 22 e 29 anos, e um menor, de 14 anos, que incendiaram um ônibus no último sábado (21) na avenida Interlagos, na zona sul de São Paulo.

Leia:  Dois ônibus são incendiados na zona sul de São Paulo em menos de 24 horas

O grupo foi preso após testemunhas descreverem a policiais a roupa dos suspeitos e informarem que eles haviam fugido pela Rua Ernesto Rotchild. Ao entrarem na rua, os PMs viram três homens correndo e conseguiram detê-los em uma viela. 

A PM só informou as inicias dos detidos: J.F.C, de 22 anos e F.P.S, de 29. Um deles é vendedor, o outro está desempregado. O menor de idade foi encaminhado à Vara de Infância e Juventude.

Outra testemunha reconheceu os três e informou que J.F.C e F.P.S estavam perto de um outro ônibus que havia sido incendiado mais cedo, também na avenida Interlagos.

Segundo ela, J.F.C estava com um isqueiro e o adolescente segurava um líquido que parecia gasolina.

Cooperação

Em janeiro, O secretário estadual da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, e o secretário municipal da Segurança Urbana de São Paulo, Roberto Porto, anunciaram uma parceria entre as polícias Civil e Militar e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para combater conjuntamente os ataques a coletivos na capital.

Leia mais:  São Paulo teve 114 ônibus incendiados em 2014

Desde então, uma base da GCM está operando dentro do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) para integrar os trabalhos e otimizar o combate aos crimes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.