O índice é próximo ao que o sistema marcava (10,7%) quando passou a utilizar a segunda cota do volume morto em 2014

Agência Brasil

O nível do Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, voltou a subir neste domingo (22), passando de 10,2% registrado sábado para 10,4%.

Ontem:  Ministério Público abre investigação sobre cobrança por ar nos canos da Sabesp

Pescador no Rio Jaguari, que faz parte do Sistema Cantareira, em Vargem, interior de SP (3/02)
Gabriel Câmara/Futura Press
Pescador no Rio Jaguari, que faz parte do Sistema Cantareira, em Vargem, interior de SP (3/02)

Em abril: Governo de SP estuda barrar captação de água por indústria e agricultor

O índice é próximo ao que o sistema marcava (10,7%) quando passou a utilizar a segunda cota do volume morto. Apesar do nível estar crescendo desde o dia 5 de fevereiro, ainda é considerado crítico.

Também aumentaram os níveis dos sistemas Alto Tietê, que passou de 18% para 18,2%, e Rio Claro,  de 35,2% para 35,3%. Já o nível do sistema Rio Grande caiu de 83,9% para 83,6%.

RJ:  Tiroteio entre polícia e traficantes deixa comunidade sem água

Nos demais sistemas que abastecem a região metropolitana de São Paulo, o nível do sistema não se alterou em relação a ontem: o Guarapiranga manteve 57,5% de sua capacidade e o Alto Cotia, 36,6%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.