Pacientes sofrem com falta de remédio para cardíacos em postos de saúde de SP

Por Anderson Passos - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Medicamento sinvastatina, que está em falta na rede municipal, segue à venda nas farmácias particulares da cidade

Diversos postos ligados à Secretaria de Saúde do município de São Paulo estão sem um remédio bastante comum para quem sofre de problemas cardíacos e pressão alta: a sinvastatina. O órgão confirma a falta do medicamento, que segue vendido por até R$ 36 em farmácias convencionais da cidade.

As principais unidades de saúde que não possuem esses medicamentos estão localizadas na Casa Verde e na Vila Prudente. O problema afeta ainda outros postos de saúde na zona leste da capital.

Leia mais sobre Saúde em São Paulo:

Santa Casa de SP admite demitir funcionários para conter crise financeira

'Gestão da Santa Casa de SP é amadorística, para dizer o mínimo', diz promotor

Médicos articulam afastamento de provedor da Santa Casa de São Paulo

Outro item sem estoque nas farmácias do município é a losarpana, recomendada para o tratamento de hipertensão. Este item, que custa até R$ 42 no comércio, também não tem previsão para voltar às farmácias do município.  

Problema recorrente

O Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep) comunicou, por sua vez, que "nunca tem 100% dos medicamentos da cesta" e que a falta de medicamentos é um problema recorrente. "Nós sempre tivemos esse problema", relembra Maria de Lourdes da Rocha Alves, que atua na área jurídica do sindicato.

Leia tudo sobre: SinvastatinasaúdemedicamentosSão Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas