Ventos chegaram a 85 km/h com as chuvas de segunda-feira; aproximadamente oito mil raios caíram sobre a capital paulista

Agência Brasil

Motorista tenta evitar ser arrastado por enchente durante temporal da tarde de segunda-feira
Futura Press
Motorista tenta evitar ser arrastado por enchente durante temporal da tarde de segunda-feira

Um dia depois das fortes chuvas que atingiram a cidade de São Paulo, 353 mil residências continuavam sem energia elétrica, segundo a AES Eletropaulo, no início da noite desta terça-feira (13). Com granizo e o registro de mais de 8 mil raios atingindo a Região Metropolitana, o temporal de segunda (12) teve ventos de mais de 85 quilômetros por hora.

Leia mais:
Chuvas causam alagamentos e fecham aeroporto em São Paulo
Tempestade em São Paulo deixa 800 mil casas sem energia elétrica

Em nota, a concessionária informou que “trabalha na reconstrução da rede em diversos pontos pulverizados em toda a sua área de concessão”. De acordo com Centro de Controle Operacional Integrado, a cidade registrou 58 quedas de árvores na segunda-feira.

O local mais atingido na capital paulista foi a região do Butantã, bairro onde fica o campus da Universidade Paulista (USP) e o início da Rodovia Raposo Tavares, que chegou a ser interditada. “Várias equipes da distribuidora trabalham na reconstrução da rede na Avenida Escola Politécnica, onde caíram 13 árvores”, de acordo com o comunicado.

Temporada de chuvas castiga capital, litoral e interior paulista; veja fotos:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.