MPL volta às ruas em protesto contra aumento da tarifa de ônibus em São Paulo

Por Bárbara Libório e Vitor Sorano , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com a Polícia Militar, ao menos 2.500 pessoas se reuniram na região central para marchar rumo à Av. Paulista

É o primeiro grande ato do MPL desde o protesto que resultou em quebradeira em junho passado
iG São Paulo
É o primeiro grande ato do MPL desde o protesto que resultou em quebradeira em junho passado

Quase meio ano após seu último grande ato pelas ruas da capital paulista, o Movimento Passe Livre voltou a mobilizar militantes e simpatizantes em protesto contra a tarifa de ônibus em São Paulo, nesta sexta-feira (9). De acordo com a Polícia Militar, ao menos 1.500 pessoas participavam da manifestação por volta das 18h, quando ela começou a ser organizada para partir da região central em direção à Avenida Paulista, a mais famosa da cidade.

Anunciado ainda em dezembro, quando o prefeito Fernando Haddad confirmou a alta da tarifa de R$ 3,00 para R$ 3,50 a partir do dia 6 de janeiro – última terça-feira –, a manifestação também foca no principal objetivo do grupo, a tarifa zero para todos os cidadãos. Isso porque, concomitante ao aumento da passagem, o governo municipal também anunicou o passe livre a estudantes de baixa renda – e não a todos os alunos da capital, a demanda do MPL.

"Suas balas não calaram a gente", bradou a militante Mayara Vivian enquanto os manifestantes ainda se organizavam para a passeata. O trajeto partiu do Theatro Municipal, ponto de encontro dos militantes, com destino à Praça dos Ciclistas, na Avenida Paulista. 

Segundo o Major Larry de Almeida Saraiva, comandante do 11 batalhão, a negociação do trajeto foi tranquila. O ato seguirá pela Avenida São João, República, Consolação e Avenida Paulista.

Leia tudo sobre: igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas