Integrante de grupo que monitora trabalho da polícia em protestos diz ter visto PMs espancando jovem no meio da rua

Integrante do grupo Observadores Legais, que monitora o trabalho da polícia nos protestos, Denize Guedes criticou a reação da Polícia Militar (PM) durante o protesto do Movimento Passe Livre (MPL) desta sexta-feira (9).

Leia mais:
Com 7 mil pessoas, protesto em São Paulo termina em confronto com a polícia

Ela rechaça ter havido um confronto e avalia que, na verdade, o que ocorreu foi uma reação violenta e desnecessária da polícia em relação à atitude de um ou outro manifestante.

Manifestante é imobilizado por policiais antes de ser levado a DP na capital paulista, nesta sexta
Leonardo Benassatto/Futura Press
Manifestante é imobilizado por policiais antes de ser levado a DP na capital paulista, nesta sexta

"Você chuta uma lata de lixo e vem uma chuva de bombas de gás", avaliou ela. Guedes ainda disse ter visto um policial deter um jovem somente por ele ter aplaudido com ironia o trabalho da corporação. "Teve um momento que o cercaram e começaram a dar bicuda e bater com cassetete."

Leia também:
MPL renova estratégia para tentar retomar relevância em 2015
Rio: protesto contra reajuste de passagem de ônibus vai até a Central do Brasil
Aumento nas passagens das linhas suplementares é suspenso

No total, 51 pessoas foram detidas. Devido ao grande número, a corporação precisou acionar ônibus próprios para transportá-los. Eles foram encaminhados aos Distritos Policiais número 77 e 78.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.