Sistema Cantareira continua em queda e registra 6,7%

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

No acumulado do mês choveu sobre esse sistema apenas 42,3 milímetros ante a média para o mês de dezembro de 220,9 mm

Agência Brasil

AFP
SP vive crise de falta de água

Desde o início do mês, o Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento da Grande São Paulo, já perdeu dois pontos percentuais no nível de seus reservatórios atingindo hoje (19) 6,7% ante 6,9% ontem (18). Esse foi o único dos seis mananciais administrados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) a receber pequeno volume de chuva ontem (18).

No acumulado do mês choveu sobre esse sistema apenas 42,3 milímetros ante a média para o mês de dezembro de 220,9 milímetros. Há previsão de novas pancadas de chuva entre hoje e amanhã (20) em parte do estado de São Paulo, incluindo localidades do Sistema Cantareira, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos. Essas precipitações podem ocorrer de forma isolada.

Além do Sistema Cantareira, houve redução no nível dos reservatórios de outros quatro sistemas. A exceção foi do Sistema Rio Grande que manteve-se estável em 64,9%. No Sistema Alto Tietê, o nível passou de 10,5% para 10,4%; no Guarapiranga (de 35,9% para 35,5%); no Alto Cotia (de 30,4% para 30,2%) e no Rio Claro (de 27,8% para 27,2%).

Diante da crise hídrica, o governo paulista decidiu implantar uma nova medida de contenção no uso da água que prevê um adicional de 20% na cobrança da tarifa dos consumidores que gastarem até 20% acima da média. Caso o consumo exceda os 20%, o valor poderá ficar até 50% mais caro. Essa nova medida começa a valer a partir do próximo dia 1º.

Se o consumidor tiver aumento de consumo devido a visita de parentes ou aumento de integrantes da família, ele deverá enviar um formulário para negociar a tarifa. A meta do governo é economizar 2,5 metros cúbicos de água por segundo no estado.

O governo manteve por mais um ano os bônus para quem reduzir o consumo. Kits para economia de água – quatro válvulas de redução de vazão para serem instaladas nas torneiras – serão distribuídos gratuitamente para todos os consumidores do estado e serão entregues pelos profissionais que fazem a leitura do relógio de consumo de água.

Leia tudo sobre: brasiligspsão paulocrise na cantareiraseca em sp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas