Vias da região central terão velocidade máxima reduzida para 40 km/h

Por Ana Flávia Oliveira |

compartilhe

Tamanho do texto

Mudança vai atingir trechos das avenidas Rio Branco, Nove de Julho, Brigadeiro Luis Antônio, Liberdade e rua da Consolação

A Companhia de Engenharia de Tráfego vai reduzir a velocidade de vias importantes da região central de São Paulo, a partir da próxima segunda-feira (15). O programa denominado Área 40 começou a ser implantando em outubro do ano passado.

Leia também: Marginais Tietê e Pinheiros terão velocidade máxima reduzida

A novidade vai atingir trechos das avenidas Cásper Líbero, Rio Branco, São João, Ipiranga ( no trecho entre a ruada Consolação e avenida São Luis), Nove de Julho, Brigadeiro Luis Antônio, Liberdade e rua da Consolação, que terão velocidade máxima permitida de 40 km/h.

A prefeitura também vai diminuiur de 60 Km/h para 50 Km/h a velocidade máxima permitida na rua Anita Garibaldo, praça João Mendes, viaduto Dona Paulina e nas avenidas Rangel Pestana, Senador Queiróz, Mercúrio e no trecho entre a avenida Cásper Líbero e São Luís da avenida Ipiranga.Motoristas flagrados por radares ou agentes acima dessa velocidade serão multados.

Segundo o diretor de Planejamento, Projetos e Educação da CET, Tadeu Leite Duarte, as mudanças devem dar mais segurança a pedestres, ciclistas e motoristas.

Reprodução
CET vai reduzir velocidade em vias da região central

"A região tem uma grande integração entre serviços, transportes coletivo, movimentação de pedestres e agora ciclistas. Em um atropelamento a 60 km por hora, a pessoa tem 50% de possibilidade de morrer. Quando o acidente acontece a 40 km/h, a chance de morte cai para 20%".Além disso, com velocidade menor, até a chance de se machucar gravemente é reduzida. Quando está a 60 km/h a chance de não ter sequela é de 30% a 40%. Quando a velocidade vai para 40 km/h, essa possibilidade aumenta para 70%", diz Duarte. 

De acordo com a CET, serão instaladas 366 placas de sinalização vertical de regulamentação e advertência, além de 780 m² de sinalização horizontal nas vias afetadas pela mudança. Antecipadamente foram instaladas 34 faixas de vinil e 62 banners, alertando sobre as alterações.

No ano passado, a prefeitura começou a alteração de limite de velocidades também na região central. Na ocasião, ruas da área denominada Rótula Central tiveram a velocidade reduzida para 40 km/h. Na zona norte, mudanças atingiram trechos da avenidas Braz Leme, Santos Dumont, Morvan Dias de Figueiredo, Cruzeiro do Sul, General Ataliba Leonel, e ruas Jovita, Conselheiro Saraiva, Alfredo Pujol, Chemin Del Pra e Doutor César, em setembro deste ano.
Em outubro deste ano, as mudanças chegaram à região de Moema, na zona sul. No começo deste mês, a região da Penha ganhou uma área de ruas onde a velocidade máxima chega a 40 km/h.

Reprodução/CET
Veja os trechos que terão mudanças

Mudanças nas marginais

Além disso, a CET anunciou, nesta semana, que o limite velocidade máxima permitida nas pistas expressas das marginais Tietê e Pinheiros, em São Paulo, será reduzida para 70 km/h a partir do primeiro semestre do ano que vem, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Atualmente, os motoristas podem trafegar no máximo a 90 km/h nestas vias. Nas pistas locais, a velocidade também vai cair de 70 km/h para 60 km/h.

 "A mudança também visa diminuição de mortes. As duas são campeãs de mortes em São Paulo e até de atropelamentos, apesar de não ser permitido aos pedestres atravessarem essas vias. Os acidentes que acontecem são mais graves", diz. 

Segundo ele, a CET está consolidando uma nova planta de radares para as duas marginais. A empresa responsável por essa implantação tem até março do ano que vem para terminar o serviço. 

Com a consolidação do trabalho, o número de radares será ampliado de 11 para 54 na marginal Tietê e de oito para 35 na marginal Pinheiros. 


Leia tudo sobre: IGSPvelocidade máximaregião central

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas