As filhas, uma menina de cinco anos e uma bebê de cinco meses, foram encontradas com marcas de estrangulamento na casa onde viviam com a mãe, na cidade de Itaquacetuba

Corpos foram enterrados nesta sexta-feira no cemitério Caminho do Céu
Marcos Bezerra/Futura Press
Corpos foram enterrados nesta sexta-feira no cemitério Caminho do Céu

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (5) na cidade de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, a auxiliar de enfermagem Patrícia de Jesus Silva, 33 anos, pelo assassinato das duas filhas. As meninas, uma criança de cinco anos e uma bebê de cinco meses, foram encontradas na casa onde viviam com a mãe no municipio de Itaquaquecetuba, na tarde desta quinta-feira (4).

Por volta das 15h30, a Polícia Militar foi acionada por vizinhos da casa onde a auxiliar vivia com as filhas, no Parque Residencial Scaffid 2º. A polícia encontrou os corpos das duas crianças com marcas de estrangulamento. No local também foi encontrada uma faca suja de sangue. A mãe não estava no local.

Leia também:

Mãe mata as três filhas a facadas na Itália

Mãe admite ter sufocado os três filhos com deficiência até a morte na Inglaterra

Ela foi encontrada na manhã de hoje na cidade vizinha de Guarulhos. Ela foi hospitalizada ser atropelada por um taxi. Segundo a Polícia Civil, ela teria se jogado na frente do veículo para cometer suicídio.

Relembre crimes em famílias que chocaram o Brasil

A mulher recebeu voz de prisão ainda no hospital, onde permanece sob custódia. Policiais do 1º distrito de Itaquaquecetuba, onde o crime é investigado, informaram que Patrícia confessou o assassinato das filhas. Ainda não há informação sobre a motivação do crime.

Os corpos das crianças foram enterrados na tarde de hoje no cemitério Caminho do Céu, na cidade onde viviam.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.