STJ nega pedido de liberdade de Gil Rugai

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O estudante foi condenado a 33 anos e nove meses de prisão, em regime fechado, pelos assassinatos do pai e da madrasta

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Gil Grego Rugai, condenado pela morte do pai e da madrasta. O estudante se entregou à Polícia Civil na manhã dessa quarta-feira (5).

Gil Rugai chega ao "presídio dos famosos" no interior de São Paulo

Gil Rugai se entrega à polícia em São Paulo

Gil Rugai é condenado a 33 anos e 9 meses de prisão

Gil Rugai foi condenado a 33 anos e nove meses de prisão, em regime fechado, pelos assassinatos do pai, Luiz Carlos Rugai, e da madrasta, Alessandra Troitino, em 2004, dentro da residência do casal em Perdizes, na zona Oeste de São Paulo.

O STJ alegou que durante a prisão cautelar, Gil Rugai se ausentou de São Paulo sem comunicar ao juízo processante o seu novo endereço. O estudante só foi localizado devido à reportagem televisiva que mostrou que Rugai estava morando em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Presídio dos famosos

O estudante condenado por homicídio se juntou às celebridades do crime da Penitenciária 2 de Tremembé (Presídio Dr. José Augusto César Salgado), também conhecida como o presídio dos famosos, no final da tarde dessa terça-feira (5). Escoltado por viaturas Polícia Civil, o ex-seminarista Gil Rugai chegou ao local às 17h45, de acordo com funcionários da prisão.

Gil Rugai foi condenado a 33 anos de prisão pelas mortes do pai, Luiz Carlos Rugai, e da madrasta Alessandra de Fátima Troitino. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressRoger Abdelmassih preso no Paraguai. O ex-médico era um dos mais procurados do Brasil
. Foto: Fotos PúblicasMaurício Moraes Scaranello é acusado de maltratar a enteada de 2 anos em Araçatuba, no interior de São Paulo. Foto: ReproduçãoAlexandre Nardoni foi condenado a 31 anos de prisão pela morte de sua filha Isabella Nardoni, então com cinco anos, que foi jogada da sacada onde o pai morava. Foto: Reprodução de TVOs irmãos Cristian e Daniel Cravinhos ao lado de Suzane Von Richtofen no momento da prisão por duplo homicídio, em 2002. O trio foi condenado pelo assassinato dos pais de Suzanne, Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002. Foto: Mario Angelo/Futura Press Anna Carolina Jatobá (dir) foi condenada junto com o marido, Alexandre Nardoni, pela morte da enteada Isabella Nardoni. Foto: ArquivoO ex-estudante de medicina Mateus da Costa Meira foi condenado por atirar em uma sessão de cinema em 1999. Três morreram. Foto: Reprodução/YoutubeO jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves, 77 anos, foi condenado a 19 anos em 2011 pelo assassinato da sua ex-namorado, a também jornalista Sandra Gomide, em 2000. Foto: Fernando Celescuekci/Futura PressMarcos Valério, foi acusado de desviar recursos de empréstimos e contratos com o BB e a Câmara para os cofres de campanha do PT. Deixou Tremembé em 2009. Foto: Agência BrasilEx-PM Florisvaldo de Oliveira, conhecido como Cabo Bruno, foi condenado a 103 anos de prisão por homicídios. Ele morreu em 2012. Foto: Reprodução/YoutubeNicolau dos Santos Neto foi condenado em 2006 a 26 anos de prisão pelo desvio de R$ 169,5 mi da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo. Está em prisão domiciliar. Foto: Reprodução/Youtube/TV Cultura


Leia tudo sobre: iGSPSão PauloGil RugaiSTJprisão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas