Companheira de Suzane von Richthofen é tida como 'barra pesada' em Tremembé

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sandra Regina foi condenada por um sequestro que acabou em morte; ela é a ex de Elize Matsunaga, que esquartejou o marido

Companheira de Suzane von Richthofen no presídio de Tremembé, em São Paulo, Sandra Regina Gomes, 31, é conhecida por seu histórico de violência dentro e fora da cadeia. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Ontem: Suzane Von Richthofen se casa com sequestradora na prisão

Reprodução/Youtube
Suzane von Richthofen foi presa por ter orquestrado a morte dos pais em SP


Dia 21: A pedido de Suzane von Richthofen, Justiça barra regime semiaberto

Julgada e condenada a 24 anos de reclusão por ter participado do sequestro de um jovem de 14 anos em 2003, "Sandrão", como é conhecida na casa de detenção, já até agrediu um agente penitenciário.

A vítima do sequestro, Talisson Vinicius da Silva Castro, 14, era seu vizinho à época. De acordo com a reportagem, o pedido de resgate à família do jovem chegou a 40 mil reais, mas acabou reduzido a 3 mil reais. Os parentes fizeram o pagamento, mas o adolescente acabou sendo morto com um tiro na cabeça. O corpo foi encontrado em um terreno baldio.

Indulto: Irmãos Cravinhos deixam presídio em saída temporária do Dia das Mães

Já presa no centro de ressocialização de São José dos Campos, Sandra agrediu um agente penitenciário e por causa da falta, considerada grave, teve sua pena elevada em mais três anos e 15 dias de prisão. Ela acabou transferida para Tremembé em fevereiro de 2011. No presídio, possui fama de "barra pesada".

Veja imagens do crime cometido por Suzane contra seus pais 

Dentro do carro modelo Gol, na garagem da casa, Daniel e Cristian vestem luvas cirúrgicas e meia de nylon na cabeça; intenção é não deixar nenhum vestígio. Foto: Arte/iGApós conferir que os pais estão dormindo, Suzane acende a luz do corredor que leva ao quarto, diz “vai” aos irmãos e desce as escadas correndo. Foto: Arte/iGDaniel e Cristian entram no quarto e as agressões começam. Daniel bate na cabeça de Manfred, enquanto Cristian golpeia Marísia. Foto: Arte/iGCom traumatismo craniano, o casal começa a morrer por asfixia. Daniel vai até a cozinha e volta com uma jarra de água. Após jogar a água no rosto de Manfred, ele morre. Foto: Arte/iGApós verificar que a mulher agoniza, Cristian desce e pede sacos de lixo a Suzane. Ele volta, coloca uma toalha na boca de Marísia e a sua cabeça dentro de um saco preto. Foto: Arte/iGCom a certeza de que os dois estão mortos, reviram gavetas, espalham joias, e Cristian deixa um revólver 38 de Manfred perto de sua mão. Foto: Arte/iGAntes de deixarem a casa, os irmãos entram pela janela da biblioteca para parecer que os criminosos entraram por ali. Foto: Arte/iG

Dinheiro: INSS cobrará Suzane Von Richthofen por pensão paga após morte dos pais

Ela é ex-companheira de Elize Matsunaga, 32, condenada pela morte e esquartejamento do marido, Marcos Kitano Matsunaga, 41, em junho de 2012. O relacionamento das duas acabou no início deste ano por causa de Suzane, aponta testemunhas. As três trabalham na fábrica de uniformes do presídio.

Sandra Regina também é apontada como um dos motivos para que Suzane tenha aberto mão do direito de passar para o regime semiaberto, que a obrigaria a ser transferida para outra unidade prisional. O Tremembé só tem autorização para receber presas ainda em regime fechado.

2013: Justiça nega habeas corpus a Suzane von Richthofen

Crime

Em 31 de outubro de 2002, os pais de Suzane von Richthofen foram mortos a pauladas enquanto dormiam. Os assassinatos foram planejados por Suzane e executados pelo então namorado da jovem, Daniel Cravinhos de Paula e Silva, e pelo irmão dele, Cristian Cravinhos de Paula e Silva. Os três foram condenados pelo crime.

Leia tudo sobre: suzane von richtofenigspiGsptremembesandrasandrao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas