Morre morador de rua que teve 90% do corpo queimado em São Paulo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

PM diz que antes de o homem ser socorrido, ele relatou que pessoas desconhecidas haviam colocado fogo em seu corpo

Agência Brasil

Com 90% do corpo queimado, morreu ontem à noite o morador de rua atacado na madrugada de domingo (26) por criminosos que colocaram fogo nele enquanto dormia na calçada. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, ele estava internado na UTI para queimados do Hospital Geral Vila Penteado.

O crime ocorreu na Rua Simão Ragusa no bairro Pirituba, zona oeste da capital paulista, por volta das 2h30. A Polícia Militar informou que antes de o homem ser socorrido pelo Samu, ele relatou que pessoas desconhecidas haviam colocado fogo em seu corpo. Disse também que seu nome era Antonio de Azevedo e tinha 43 anos.

O local onde ocorreu o ataque tem pouca iluminação e que não foram identificadas câmeras de segurança que pudessem ajudar no esclarecimento do crime. Os policiais não encontraram parentes ou amigos do morador de rua.

Leia tudo sobre: iGSPSão Paulomorador de rua queimado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas