Nível da Cantareira cai para 3,6%

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Este é o menor índice registrado na história; sistema Alto Tietê opera com 9% da capacidade, segundo a Sabesp

O índice de água dos reservatórios do Sistema Cantareira chegou, neste domingo (19), a 3,6% da sua capacidade, o menor índice já registrado na história, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo.

Leia também: Sabesp teme falta de água em São Paulo se não chover nos próximos dias

Com Sabesp garantindo água só até novembro, Alckmin evita questões sobre crise

No sábado, o índice estava em 3,7%. O sistema é responsavel pelo abastecimento de água para 6,5 milhões de moradores da capital e da região metropolitana. Outro sistema com problema é o Alto Tietê, que opera com 9% da capacidade.

Represa do Jaguari, na cidade de Vargem, em setembro; veja mais imagens da situação dos reservatórios do Sistema Cantareira. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemRepresa do Jaguari, na cidade de Vargem, em foto de setembro. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemRepresa do Jaguari, na cidade de Vargem, em foto de setembro. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura PressSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia Stavis

As informações sobre os índices estão sendo fornecidos pela companhia por meio da página oficial do Facebook e não no site da empresa. 

A Sabesp conseguiu derrubar, na última quinta-feira (16), a liminar que a impedia de captar a segunda cota do volume morto da cantareira. No dia seguinte, A Agência Nacional das Águas (ANA) deu autorização formal para a captação. Os 106 bilhões de litros de água da reserva técnica terão de ser usados em parcelas.

Leia tudo sobre: Cantareirafalta de águasabesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas