Após quase um mês, médico baleado por paciente em consultório de SP deixa UTI

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Vice-diretor Clínico do Hospital Sírio-Libanês, Anuar Ibrahim Mitre levou tiro na cabeça e foi internado em estado grave; atirador, que era seu paciente, se suicidou após baleá-lo

Internado há quase um mês no Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, o médico urologista Dr. Anuar Ibrahim Mitre deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da instituição. As informações são da assessoria de imprensa do hospital.

Leia mais:
Médico do Sírio-Libanês é baleado em consultório e atirador comete suicídio

Facebook/Reprodução
O médico urologista Anuar Ibrahim Mitre, que está internado, em foto postada no Facebook

Mitre permanece internado no local. De acordo com nota do hospital, ele está em um quarto e tem apresentado "ótima evolução". No entanto, ainda não há previsão de alta.

Vice-diretor Clínico do Sírio-Libanês, o urologista foi baleado dentro de seu próprio consultório, localizado no bairro da Bela Vista, na mesma rua do hospital, por Daniel Edmans Forti, 52 anos, no último dia 15 de setembro. O atirador, que fazia tratamento com ele, se matou com um tiro de seu revólver calibre .38 logo depois de acertá-lo com duas balas, uma delas na cabeça. Ele foi encontrado morto no local.

Ainda não estão totalmente esclarecidas as motivações para o crime, mas a investigação trabalha com a hipótese de vingança;

Leia tudo sobre: anuar ibrahim mitre

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas