Baixa umidade do ar leva Defesa Civil a decretar estado de alerta em São Paulo

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Umidade chegou a apenas 13%, a menor registrada em 2014; Cetesb desaconselha prática de atividades físicas ao ar livre

Além de ter tido a tarde mais quente dos últimos oito meses, a capital paulista viu a qualidade do ar atingir seu pior nível do ano, nesta sexta-feira (10), empatando com a registrada no dia 10 de setembro – de 13%. Por isso, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil decretou, por volta das 15h, para toda a capital paulista, estado de alerta sempre que a umidade do ar fica entre 12% e 20%.

Rocha Lobo/Futura Press
Mulheres se refrescam na Avenida Paulista no dia em que termômetros marcaram quase 34,3ºC,

Segundo boletim do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), as estações meteorológicas dos aeroportos de Congonhas, na zona sul, Campo de Marte, na zona norte, e Cumbica, no município de Guarulhos, marcaram 34ºC. Nos três locais, as taxas de umidade alcançaram, respectivamente, 14%, 15% e 19%.

Leia mais:
Cidade de São Paulo tem tarde mais quente dos últimos oito meses

Uum boletim da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) indicou, às 16h, que a qualidade do ar na capital ficou moderada na maior parte da cidade, com exceção da região da Nossa Senhora do Ó e do Parque Dom Pedro II, que registrou índice considerado bom. Segundo a Cetesb, nessas condições de umidade no ar, pessoas com doenças respiratórias podem apresentar sintomas como tosse seca e cansaço. As que têm problemas cardíacos ou pulmonares devem evitar atividades físicas ao ar livre.

Segundo o CGE, não há previsão de chuva para os próximos dias na capital e o tempo deve permanecer seco, com temperaturas elevadas. Amanhã (11), a previsão é de dia ensolarado, com temperatura mínima de 17 ºC e máxima de 33 ºC. No domingo (12), as temperaturas devem oscilar entre 17 ºC e 32 ºC.

*Com Agência Brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas