Grupo de arte provoca polêmica com ato de nudez em praça de Franca

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Um grupo de arte fez uma performance com cenas de nudez durante o festival cultural Fora D’água, na fonte da praça

Uma apresentação teatral causou polêmica na cidade de Franca, interior de São Paulo. Um grupo de arte fez uma performance com cenas de nudez durante o festival cultural Fora D’água, na fonte da Praça Nossa Senhora da Conceição.

A prefeitura, responsável pelo evento, informou que desconhecia o conteúdo da peça e as cenas de nudez. A apresentação aconteceu na tarde dessa segunda-feira (22) e foi registrada em vídeos e compartilhada nas redes socias.

O vídeo abaixo tem cenas de nudez:


No Facebook, o evento soltou uma nota sobre o caso:

Diante de tantos comentários que tomam rumos diferentes, inclusive o uso de ofensas, se faz necessário pontuar algumas informações sobre o ocorrido na tarde de 22 de setembro de 2014 na cidade de Franca. O Festival fora d'agua foi idealizado em 2012 pelo Coletivo Garrafa Verde com a intenção de colocar Franca em dialogo com a produção artística desta cidade e região. Na sua 3ª edição foi contemplado pelo ProAC, e os projetos passaram a ser selecionados por curadores, artistas renomados, nas áreas de abrangência do evento. Os organizadores são coordenados por Rafael Bougleux para receber e atender as demandas técnicas de todas as atividades e apresentações selecionadas para a programação. Recebemos propostas de diversas linhas de trabalho: dança, teatro, música, circo, performance, vídeo, etc. Tanto o Festival quanto o Coletivo Garrafa Verde não produzem ou dirigem as obras apresentadas. Somos uma plataforma de veiculação artístico-cultural.
No que se refere a categoria "intervenção urbana", a inscrição para o festival é realizada por meio de uma ficha online onde os grupos colocam suas informações e um roteiro das ações, explicando como as "cenas" ocorrerão no espaço. E desta forma são encaminhas para a seleção. A intervenção urbana em questão - que fora aprovada por uma banca de curadores - não mencionou em seu roteiro "a cena do nu" e classificou sua obra com censura livre.



Leia tudo sobre: iGSPSão PaulonudezFranca

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas