Vendedor morre e PM é baleado em confronto entre camelôs e policiais em SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Confronto entre ambulantes e PMs começou quando agentes da corporação realizavam uma ação anti-pirataria na Lapa

Um vendedor morreu após ser atingido por um tiro na barriga durante um confronto entre camelôs e policiais militares no bairro da Lapa, na zona oeste de São Paulo, nesta quinta-feira (18). De acordo com a PM, ele trabalhava como ambulante no local no momento em que um confronto foi iniciado entre trabalhadores e agentes da polícia na área, um dos mais importantes centros comerciais da capital paulista. Além dele, um PM ficou ferido depois de ter sido baleado. Nenhuma das vítimas teve o nome divulgado.

Ação anti-pirataria acabou em confronto entre camelôs e PMs, nesta quinta-feira (18), na Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/FuturaPressAção anti-pirataria acabou em confronto entre camelôs e PMs, nesta quinta-feira (18), na Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/Futura PressAção anti-pirataria acabou em confronto entre camelôs e PMs, nesta quinta-feira (18), na Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/Futura PressAção anti-pirataria acabou em confronto entre camelôs e PMs, nesta quinta-feira (18), na Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/Futura PressAção anti-pirataria acabou em confronto entre camelôs e PMs, nesta quinta-feira (18), na Lapa, zona oeste de São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/Futura Press

A corporação afirma que policiais se dirigiram à região por volta das 17h, com o objetivo de realizar uma ação contra a venda de produtos piratas por parte dos camelôs. No entanto, a fiscalização teria sido recebida com violência, com ambulantes reagindo com socos e pontapés na direção dos PMs.

A partir daí, a confusão se generalizou. A exemplo do que ocorrera na antevéspera no Centro Paulistano, quando conflito entre PMs e moradores de uma ocupação se espalhou pelas ruas durante uma reintegração de posse, paus e pedras voavam de um lado enquanto PMs respondiam com bombas de efeito moral do outro. 

Viaturas da Força Tática foram enviadas à região, que teve diversas ruas bloqueadas por barricadas montadas por moradores incendiando entulho. Ao mesmo tempo, orelhões, ônibus, lixeiras de plástico e vidraças de lojas foram depredados, deixando o cenário da zona oeste parecido ao registrado no centro na terça-feira (16) - de guerra. 

Ao menos 15 viaturas da 1ª Companhia do Quarto Batalhão da Polícia Militar foram enviadas à região com o objetivo de acabar com a confusão. Até o momento, não foram registradas prisões. Ao menos um PM ficou ferido e um outro teve sua armadura danificada.

Leia tudo sobre: camelôsambulantes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas