Funcionários da Ceagesp entram em greve por condições de trabalho

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Paralisação afeta áreas como fiscalização, segurança, operação, manutenção, administração, controle de qualidade e armazenagem; 700 funcionários trabalham na companhia

Agência Brasil

Marcos Bezerra/Futura Press
Avisos de greve nas cabines do estacionamento; funcionários reivindicam 11,38% de reajuste salarial

Funcionários da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) entraram em greve à meia-noite desta terça-feira (12) por reajuste salarial e melhores condições de trabalho. A paralisação afeta áreas como fiscalização, segurança, manutenção, operação, administração, controle de qualidade e armazenagem.

A Ceagesp é a maior central de abastecimento de frutas, verduras, legumes, flores e peixes da América Latina. O entreposto recebe, diariamente, cerca de 10 mil toneladas de produtos procedentes do Brasil e de mais 18 países. A movimentação de mercadorias chega a 250 mil toneladas por mês.

Confusão: Tropa de Choque entra na Ceagesp e controla protesto em São Paulo

Após tumulto em São Paulo, Ceagesp suspende cobrança de estacionamento

De acordo com o Sindicato dos Empregados em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo (Sindbast), a paralisação poderá causar impacto à qualidade e aos preços dos produtos comercializados. No total, trabalham 700 funcionários na companhia.

Os trabalhadores reivindicam avanços no acordo coletivo e aumento salarial real. A categoria diz que não aceita o aumento de 6,38%, referente apenas à reposição da inflação, oferecido pela Ceagesp.

Leia tudo sobre: igspgreveceagesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas