Greve parcial afeta linhas de ônibus em Mauá

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Funcionários grevistas reivindicam o pagamento da rescisão de contrato de colegas demitidos; 40% da frota municipal não circulam e 12 linhas intermunicipais foram prejudicadas

A população de Mauá, na Grande São Paulo, enfrentou dificuldades para utilizar o transporte público no início da manhã desta segunda-feira (11).

Segundo a prefeitura, funcionários grevistas da empresa de ônibus Cidade de Mauá fizeram piquete para impedir a saída dos coletivos, em terminais de ônibus. Eles reivindicam o pagamento da rescisão de contrato de colegas demitidos.

Daniel Sobral/Futura Press
Muitos ônibus não saíram do terminal de ônibus do município na manhã de hoje

De acordo com a administração municipal, aproximadamente 60% da frota, de responsabilidade da empresa Suzantur, operam neste momento na cidade. No total, as 49 linhas que circulam pela cidade atendem a cerca de 100 mil usuários por dia.

“A administração municipal vai manter diálogo com a categoria ao longo do dia para que a paralisação seja encerrada e os passageiros deixem de ser prejudicados”, informou a prefeitura, por meio de nota.

A greve também prejudicou as 12 linhas da empresa EOASA, que não puderam sair do terminal. Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, as linhas atendem diariamente 10 mil pessoas. As linhas ligam Mauá a outras cidades do Região Metropolitana de SP. 

A opção foi ultilizar os trens da linha 10-Turqueza, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). 

*Com informações da Agência Brasil

Leia tudo sobre: IGSPmauágreveônibus

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas