Pichadores são mortos por PMs durante invasão a prédio na zona leste de SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Um dos mortos, Alex Dalla Vecchia Costa postava com orgulho as pichações que fazia com amigos em cidades paulistanas

Facebook/Reprodução
Alex Dalla Vecchia Costa em foto postada em sua página pessoal no Facebook

Dois pichadores de Santo André, ABC Paulista, morreram após trocarem tiros com policiais militares em um condomínio localizado na Avenida Paes de Barros, na zona leste de São Paulo, na noite de quinta-feira (1º). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, eles foram a óbito no local. A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Alex Dalla Vecchia Costa, 32 anos, e Ailton dos Santos, 33 anos, invadiram o local por volta das 18h, após serem confundidos com moradores pelo porteiro do edifício. No entanto, quando chegavam ao 19º andar, o zelador percebeu a estranha movimentação e, ao se deparar com a dupla, recebeu a informação de que estavam ali para fazer manutenção do elevador. Desconfiado, ele desceu à portaria e acionou a polícia.

Segundo o Boletim de Ocorrência, os policiais chegaram ao local pouco depois e encontraram, na cozinha de um apartamento do 18º andar, Alex, armado com um revólver calibre .38. Ele teria atirado contra os PMs, que revidaram. Na sequência, Ailton, em um quarto com uma pistola .380, também teria se envolvido em tiroteio e não resistiu aos ferimentos.

A página de Alex no Facebook, repleta de fotos nas quais ele mostrava suas principais pichações, foi invadida por uma série de mensagens de amigos lamentando sua morte. Sua prima Karen Dalla chamou o caso de injustiça, afirmando que ele "nunca teve uma arma". "Era um homem que saia todo dia pra trabalhar em busca do sustento dos filhos, da mulher e da família e que, apesar de pichar, sempre foi um homem de bem", escreveu.

Leia tudo sobre: igsppichadores mortos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas