Policial militar é preso suspeito de participar de chacina em São Paulo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Neste sábado, sete pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em sequência de ataques em Carapicuíba

Um policial militar foi preso neste sábado por suspeita de participação na série de ataques em Carapicuíba, São Paulo. Segundo o delegado responsável, sete pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas durante a madrugada.

O policial disse que havia levado um tiro durante uma tentativa de assalto, mas em depoimento para a Corregedoria da PM, houve contradição com sua mulher que também estaria no local, na hora do suposto crime.

Nivaldo Lima/Futura Press
Polícia investiga onde de crimes em Carapicuíba, São Paulo

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Militar, Carapicuíba registrou pelo menos quatro ataques de sexta-feira para sábado.

Segundo testemunhas, por volta das 3h30 de sábado, homens armados e não identificados atiraram contra um grupo no bairro Aristom, na Rua Comendador Dante Carraro. Quatro morreram no local. Uma quinta pessoa ainda foi levada para um hospital próximo, mas não resistiu aos ferimentos e também morreu.

Quatro pessoas morrem em chacina em Carapicuíba, na Grande SP

Conforme a polícia, o segundo ataque teria acontecido já por volta das 4h30 da amanhã, desta vez, na Rua Jaci. Lá, duas pessoas acabaram baleadas e uma morreu.

Outros dois ataques registrados, de acordo com a polícia, teriam ocorrido já às 5h30, um na Rua Rio Branco e o outro, na Rua Diógenes Ribeiro de Lima. Uma pessoa morreu na Rio Branco.

Leia tudo sobre: iGSPSão PauloChacinaCarapicuíbamortesPolícia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas