Moradores denunciam torneiras vazias na Grande São Paulo

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Instituto de Defesa do Consumidor recebe 178 relatos de falta d'água em 15 dias

Agência Brasil

Nos primeiros 15 dias da campanha "Tô sem água", o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) recebeu 178 relatos de torneiras vazias na Grande São Paulo, uma média diária de 11,8 reclamações. De acordo com a entidade, apesar de a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) negar o desabastecimento, isso já vem sendo observado em algumas localidades. A campanha vai até o dia 31 e os relatos podem ser feitos no site do instituto.

ANA prorroga prazo de vigência de outorga do Sistema Cantareira para Sabesp

Maio: São Paulo inicia retirada do volume morto do Sistema Cantareira

Balanço parcial mostra que a falta d'água ocorre todos os dias, pelo menos uma vez, em 76% dos casos. Para 14% das pessoas que fizeram o relato, o racionamento é feito mais de uma vez por semana. Entre os demais consumidores, 4% indicaram que isso ocorre mais de uma vez por dia, 2% relataram a frequência de uma vez por mês e 1% mais de uma vez por mês.

Sobre o turno mais comum para a falta d'água, a noite foi apontada por 74% dos consumidores pesquisados. Em seguida está o turno da manhã, com 16%. Para 13% das pessoas, o racionamento ocorre durante o dia e a noite e para 4%, ele ocorre somente à tarde. Em relação à região mais frequente, a zona oeste aparece na liderança, com 30%, seguida pela norte (26%), sul (17%), leste (18%) e cidades da Grande São Paulo (8%).

Quinta-feira: Volume útil do Sistema Cantareira deve zerar nesta quinta-feira

Sistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia Stavis

Com os relatos em mãos, o Idec pretende cobrar mais transparência do governo estadual e exigir providências da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo. “Se o racionamento está mesmo ocorrendo, ele precisa ser feito de maneira responsável, igualitária e transparente para toda a população”, destaca nota da entidade.

Leia tudo sobre: igspáguasecasistema cantareiracantareira

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas