Alckmin desiste de multar quem aumentar consumo de água

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Governador afirma que medida não é necessária, pois 91% da população reduziu consumo; Sistema Cantareira opera com 18,8% da capacidade apesar do uso do volume morto

Quem aumentar o consumo de água em São Paulo não será mais multado. O governador Geraldo Alckmin afirmou nesta quarta (9) que vai suspender a proposta de sobretaxar as contas de água, anunciada há três meses como uma das estratégias para enfrentar a falta de água no Sistema Cantareira.

O governador disse que a medida não se mostrou necessária tendo em vista que 91% da população reduziu o consumo de água. Porém, caso futuramente haja a necessidade de multar, o governo pode retomar a estratégia.

Leia também: 
Mesmo com volume morto, Cantareira opera com menos de 20% da capacidade

Sistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia Stavis

A medida de taxar em 30% a conta que apressentasse aumento de consumo  se mostrou impopular e chegou, inclusive, a ser criticada por órgãos de defesa do consumidor que a consideraram ilegal. Além disso, há o temor que a estratégia antipática respingue nas eleições.

Mesmo com a economia de 91% da população, o Sistema Cantareira – que abastece 8 milhões de pessoas na capital e em parte da Grande São Paulo - opera com 18,8% da sua capacidade nesta quarta-feira (9) apesar do uso do volume morto. Desde que as águas mais profundas do sistema começaram a ser captadas, no dia 15 maio deste ano, a perda já soma 7,3%. O volume morto elevou a capacidade do sistema para 26,7%.

Leia tudo sobre: igspsão pauloáguacantareira

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas