Incêndio que durou 13 horas em loja de SP entra em fase de rescaldo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Chamas começaram por volta das 17h de quarta-feira (2), quando havia funcionários e consumidores no estabelecimento

Agência Brasil

O incêndio de grandes proporções que atingiu um depósito e a loja de um armarinho em Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, entrou em fase de rescaldo após mais de 13 horas de trabalho do Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação, 18 viaturas permanecem no local e a previsão é que a fase de rescaldo siga, pelo menos, até as 8h desta quinta-feira (3).

Incêndio destrói loja e cria cortina de fumaça de dezenas de metros em SP

Um incêndio de enormes proporções atingiu uma loja na zona sul de São Paulo, no final da tarde desta quarta-feira (2). Foto: Alexandre Serpa/Futura PressIncêndio mobilizou dezenas de viaturas e mais de uma centena de homens do Corpo de Bombeiros. Foto: Luiz Claudio Barbosa / Futura PressUm incêndio de enormes proporções atingiu uma loja na zona sul de São Paulo, no final da tarde desta quarta-feira (2). Foto: Alexandre Serpa/Futura PressUma cortina de fumaça negra com várias dezenas de metros surgiu com o incêndio, responsável por mobilizar dezenas de viaturas e quase uma centena de homens do Corpo de Bombeiros. Foto: Egly Roberto/Futura PressPedestres observam cortina de fumaça formada como consequência do incêndio, iniciado no final da tarde desta quarta-feira (2). Foto: Alexandre Serpa/Futura PressCorpo de Bombeiros recebeu chamada para a emergência às 16h47 desta quarta-feira . Foto: Alexandre Serpa/Futura PressIncêndio destrói loja e cria cortina de fumaça de dezenas de metros em SP. Foto: Alexandre Serpa/Futura PressFumaça podia ser avistada a quilômetros do local do incêndio, que não registrou feridos. Foto: Reprodução

As chamas começaram por volta das 17h de ontem (2), quando funcionários e consumidores ainda estavam no interior do estabelecimento. Ninguém ficou ferido e as causas do incêndio são desconhecidas.

A empresa Armarinhos Fernando, dona do depósito e da loja, informou que vai aguardar o parecer da perícia para identificar o que provocou o incêndio.

Leia tudo sobre: igspincêndioarmarinho fernandobombeirosrescaldo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas