Após marcha de sem-terra, rodovia e marginal Pinheiros são liberadas em SP

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes iniciaram a marcha na cidade de Assis e pretendem fazer um protesto conjunto em frente ao escritório da Presidência da República em São Paulo, na avenida Paulista

Agência Brasil

Integrantes da Frente Nacional de Luta fazem nesta quarta-feira (2) uma marcha em direção à capital paulista pela Rodovia Castello Branco. Segundo a concessionária CCR ViaOeste, os manifestantes ocuparm faixa do acostamento da pista expressa, na altura da cidade de Barueri, provocando congestionamento de 8 quilômetros. Depois seguiram pela pista local da Marginal Pinheiros, no sentido Interlagos, onde interditaram até às 10h10.

Apesar da liberação, o trânsito ainda estava lento. As filas eram de 9,2 km e iam da rodovia Castello Branco até a ponte Cidade Jardim. A Frente Nacional de Luta, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, reivindica avanços na reforma agrária.

Os manifestantes iniciaram a marcha na cidade de Assis, no interior do estado, e pretendem se encontrar com membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto para, mais tarde, fazer um protesto conjunto em frente ao escritório da Presidência da República em São Paulo, na avenida Paulista.

Leia tudo sobre: IGSPmarchareforma agráriaCastelo Branco

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas