Argentinos fazem festa na Vila Madalena após classificação sofrida contra Suíça

Por Bruna Talarico e Wanderley Preite Sobrinho - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Argentina e Suíça duelaram pelas oitavas de final da Copa do Mundo do Brasil no Itaquerão, em SP. Argentinos avançam

Nesta terça-feira, Argentina e Suíça duelaram pelas oitavas de final da Copa do Mundo 2014 no Brasil. A Vila Madalena foi o local escolhidos pelos argentinos para acompanhar a partida que acabou com a classificação dos hermanos na prorrogação.

A principal reclamação dos torcedores é o preço cobrado pelos donos dos bares, segundo Gabriel Blanco, 27 anos, alguns lugares cobram R$ 30 reais. A reportagem do iG apurou que a cobrança vai de R$ 10 reais a R$ 30 reais. Por outro lado, o subgerente do Armazém diz: “Se não cobrar, o bar vira motel ou banheiro público”.

Clima de rivalidade também não faltou, um dos seguranças dos bares disse: " Vai ter samba com banda ao vivo depois para consolar os argentinos".

Tensão tomou conta dos argentinos durante a prorrogação. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGTensão tomou conta dos argentinos durante a prorrogação. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGArgentino e Brasileiro trocam camisas . Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG "Argentina é a alma do drama. A nossa torcida é muito sincera. Esse é o nosso forte", diz Juliana Raffi. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGTorcedores argentinos assistem ao jogo do lado de fora do "Botequim José Menininho". Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGMaria Menzel, Giovanna Valente e Victoria Olaya. Brasileiras torcendo pela Argentina. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGArgentinos assistem ao jogo em mesa privilegiada no Salve Jorge. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGAlejandro Magaña Noria, 24. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGJosé Maria Navarro, 36 anos. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGKatie Gregory, americana, veio torcer pela Argentina com amigos mexicanos. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGPaola Galera mora em São Paulo e estuda português no . Foto: Wanderley Preite SobrinhoGabriele Righetti, 21, disse que adora a Argentina e acha que nacionalismo é uma coisa atrasada. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloOs irmãos Lucas Righetti, 18, e Gabriele Righetti, 21 foram para bairro Vila Madalena para ver jogo da Argentina. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloBrasileiro, Lucas Righetti, 18, quer ver uma final entre Brasil e Argentina. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloA argentina Maria Vitória, de 28 anos, acredita que placar será 3x1. Ela torce para não 'infartar' caso disputa vá para pênaltis. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloAna Maria e Mercedes Slin. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São Paulo





Leia tudo sobre: Copa 2014São PauloArgentinaSuíça

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas