Homem é preso após jogar bombas caseiras na Câmara Municipal de SP

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Iranildo da Silva Alves Brasil atacou o local na noite de quinta-feira e foi encontrado pela polícia graças a uma testemunha

Um homem de 25 anos aproveitou a cidade vazia durante o jogo entre Brasil e Croácia, na noite de quinta-feira (13), para promover um atentado contra a Câmara Municipal de São Paulo. Ele foi preso pouco depois, após ter a placa de seu carro identificada por uma testemunha.

Segundo a Secretária de Segurança Pública do Estado, o autor do ataque foi identificado como Iranildo da Silva Alves Brasil, 25 anos. Por volta das 19h de quinta, ele teria jogado de seu veículo três artefatos aparentando ser coquetéis molotov - bomba caseira incendiária - no andar térreo da casa, localizada no Viaduto Jacareí, região central da cidade.

No horário, em data em que a Câmara não funcionou devido ao feriado instituído por causa da partida inaugural da Copa do Mundo, guardas municipais ouviram um estrondo no andar, atualmente sob reformas. Ao chegarem ao local, encontraram três artefatos, dois apagados e um incendiado.

A partir daí, policiais militares iniciaram buscas e encontraram uma pessoa que afirmou ter visto o momento do ataque e anotado a placa do carro do suspeito, um Santana Volkswagen de cor verde. Com os dados em mãos, identificaram o endereço do proprietário do veículo e o prenderam em flagrante em sua residência no bairro do Tatuapé, na zona leste da cidade.

A polícia ainda apreendeu com Iranildo uma máscara de proteção facial e um capacete. O caso foi registrado no 1º DP, da Sé, e o local do ataque, preservado para perícia.

Leia tudo sobre: sspigspatentadocâmara municipalcoquetel molotov

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas