Linhas 1 Azul, 2 Verde e 1 Vermelha abriram com atrasos e operam parcialmente. Houve confronto na estação Ana Rosa

Três linhas do Metrô de São Paulo operam mais uma vez parcialmente nesta segunda-feira (09), no quinto dia de greve dos metroviários. As linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha em funcionam trechos intermediários. Das 63 estações, 51 estão abertas nesta tarde.

Câmeras pela cidade: Veja como está o trânsito em na capital paulista

Confusão:  PM e manifestantes entram em confronto próximo a estação do Metrô

Demissões:  Metrô afirma que cerca de 60 funcionários grevistas serão demitidos em SP

Neste momento, a linha 1-Azul opera no trecho entre a estação Luz a Jabaquara; a linha 2-Verde no trecho entre a estação Vila Prudente e Vila Madalena; e a linha 3-Vermelha funciona no trecho que vai da estação Penha a Marechal Deodoro.

Leia mais: Metroviários decidem manter greve em SP

Alternativa: Ônibus e CPTM mantêm operação especial com greve em São Paulo

Já a Linha-5 Lilás opera normalmente desde as 4h50, em toda a extensão. A Linha-4 Amarela, operada pela Via Quatro, tem funcionamento normal desde o horário de abertura, às 4h40.

Leia mais: Rodizio de veículos é suspenso devido à greve

Lentidão

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 13h, a capital paulista tinha 101 quilômetros de lentidão, índice mais uma vez bem maior que o esperado para o horário. Os piores trechos estão na Marginal Pinheiros, Marginal Tietê, e no corredor da avenida Aricanduva. O rodízio municipal de veículos está suspenso mais uma vez.

Confronto

Protesto em frente a estação Ana Rosa do Metrô durante a paralisação dos metroviários em São Paulo, nesta segunda-feira
Marcos Bezerra/Futura Press
Protesto em frente a estação Ana Rosa do Metrô durante a paralisação dos metroviários em São Paulo, nesta segunda-feira

Um grupo de manifestantes - formado por funcionários do Metrô que estão paralisados, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto e outros movimentos sociais - entrou em confronto com a Tropa de Choque da Policia Militar de São Paulo em frente à estação Ana Rosa. Houve disparo de bombas de efeito moral e a avenida Vergueiro foi fechada.

Para os usuários do Metrô, as alternativas são os ônibus da SPTrans, que funcionam em esquema especial; e os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que funcionam normalmente.

Reunião e assembleia

Os metroviários de São Paulo informaram que haverá uma reunião com representantes do governo estadual na Superintendência Regional do Trabalho, no Centro, nesta segunda-feira (9). A assembleia que estava marcada para as 13h foi cancelada e só deve acontecer após a reunião.

Participam da reunião o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes e o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido. Além disso, representantes de outros sindicatos támbem devem comparecer a reunião.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.