Metrô de São Paulo tem três linhas funcionando parcialmente no 3º dia de greve

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Linha 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha operam, mas com redução de trecho; metroviários não entraram em acordo sobre salário

Três linhas funcionam parcialmente no metrô de São Paulo meste sábado (7), no terceiro dia de greve dos metroviários.

Ontem: Segundo dia de greve do Metrô tem 36 estações abertas em São Paulo

Futura Press
Metrô Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, continuou fechada no terceiro dia da greve dos metroviários

Bombas de efeito moral: Policiais e manifestantes entram em confronto em estação

Desde as 6h25, a linha 1-Azul opera no trecho entre a estação Paraíso e Luz; a linha 2-Verde no trecho entre a estação Paraíso e Clínicas; e a linha 3-Vermelha tem operado no trecho que vai da estação Brás a Santa Cecília. A Linha 4-Amarela funciona normalmente desde as 4h40, quando o metrô começa a funcionar, e a linha 5-Lilás começou sua operação um pouco mais tarde, as 5h24. 3

Greve

Na quinta-feira (05), representantes do Metrô e do sindicato tentaram entendimento em uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. De acordo com o sindicato, os representantes da categoria se propuseram a aceitar um valor menor de reajuste salarial do que o inicialmente pedido.

Trânsito: São Paulo tem novo recorde de lentidão das manhãs em 2014

Antes, a reivindicação era de 16,5% de aumento, mas, diante da não aceitação da proposta, a categoria falou em aceitar 12,2%. No entanto, o Metrô manteve seu posicionamento de dar 8,7% de reajuste, mantendo o impasse.

Conciliação

Sindicalistas e o Metrô de São Paulo se reuniram novamente na sexta-feira (6) para tentar a conciliação. Durante o encontro, o governo propôs até 8,8% de aumento no salário, mas voltou atrás e manteve o reajuste de 8,7%.

Os metroviários pediram aumento de 12,2%. Sem acordo, os funcionários optaram por manter a greve. Nova assembleia deve ser realizada neste sábado (7), às 17h.

Trens e ônibus

Diante da continuidade da greve, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que os trens da empresa circulam com menor intervalo, em todas as linhas. 

SP: 'Estava pensando em desistir', afirma jovem que esperou 2h30 por ônibus

Na quinta, o fechamento dessa estação na zona leste provocou confusão. Usuários ficaram revoltados, derrubaram e quebraram grades para entrar na área de embarque dos trens da CPTM. A Polícia Militar precisou ser chamada. Segundo a CPTM, a SPTrans deve alterar hoje o itinerário dos ônibus com destino à Corinthians-Itaquera, de forma a redistribuir os coletivos nas demais estações para equalizar o fluxo de usuários.

Leia tudo sobre: igspgreve do metrogreve do Metrôcptm

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas