Tribunal condena sindicatos a pagar R$ 200 mil por greve de ônibus em SP

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

SindiMotoristas e SPUrbanus dividirão total da multa, de R$ 100 mil por dia, referente à paralisação ocorrida em 20 e 21 de maio

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT) decidiu, nesta segunda-feira (26), condenar os sindicatos SindiMotoristas e SPUrbanus pelas greves que pararam a cidade nos últimos dias 20 e 21 de maio. A paralisação foi considerada abusiva por cinco dos magistrados do caso - dois votaram contra a decisão.

A condenação obrigará os dois sindicatos a dividirem uma multa de R$ 200 mil - R$ 100 mil para cada dia de greve. Além disso, o TRT exige dos trabalhadores que fizeram a paralisação a compensação pelos dias parados, no limite de uma hora por dia, a ser definida pelas empresas empregadoras.

Alex Falcão/Futura Press
Ônibus parados em garagem de viação na semana passada, quando paralisação afetou a população

Coordenada pela relatora do caso, a desembargadora Ivani Contini Bramante, a condenação levou em conta a falta de aviso prévio de 72 h para a greve, obrigatória nesse caso por ser um serviço essencial à população; a ausência de assembleia dos trabalhadores para definir a paralisação; e a relevância do transporte público à cidade de São Paulo.

Leia tudo sobre: trtgreveônibussindicatomulta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas