São Paulo tem novo protesto contra gastos com a Copa do Mundo neste sábado

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Entre as pautas exigidas pelos manifestantes estão a criação de uma CPI dos gastos da Copa do Mundo 2014, moradia digna para todos os removidos para obras da Copa etransporte 24h

O centro da capital paulista será palco de mais um protesto contra a Copa do Mundo neste sábado (24). O oitavo ato "Não vai ter Copa" está marcado para começar às 15h, na Praça da Sé, no centro de São Paulo. Após mais de 15 mil pessoas realizarem um protesto pacífico na quinta-feira (22), liderado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o protesto deste sábado atrair menos manifestantes.

Quinta-feira: Protesto contra a Copa do Mundo reúne 15 mil pessoas em São Paulo

Veja abaixo imagens do protesto de quinta-feira:

Manifestantes caminham à Marginal Pinheiros em protesto convocado pelo MTST, na quinta-feira (22). Foto: Futura PressCerca de 15 mil pessoas participaram da manifestação, segundo a PM. Foto: Futura PressManifestantes avistando a Ponte Estaiada Octávio Frias Filho, na Marginal Pinheiros. Foto: Facebook/ReproduçãoManifestantes se aproximam da Ponte Estaiada Octávio Frias Filho, na Marginal Pinheiros. Foto: Facebook/ReproduçãoManifestantes atravessam a Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira, na noite desta quinta-feira (22). Foto: Facebook/ReproduçãoProtesto teve início no Largo da Batata, na zona oeste da capital paulista. Foto: Facebook/ReproduçãoDe lá, os manifestantes partiram em direção à Marginal Pinheiros. Foto: Facebook/ReproduçãoO objetivo do grupo era chegar à Ponte Octávio Frias Filho, símbolo de um dos pólos financeiros da capital. Foto: Facebook/ReproduçãoFoi terceiro ato contra o Mundial às vésperas da Copa do Mundo. Foto: Manifestação MTST - 22-05-2014Manifestantes fecham pista da Faria Lima em caminhada rumo à zona sul de SP. Foto: Facebook/ReproduçãoNúmero de participantes aumentou ao longo do protesto; estimativa inicial de 2 mil subiu para 15 mil ao fim da manifestação. Foto: Facebook/Reprodução

Entre as pautas exigidas pelos manifestantes estão a criação de uma CPI dos gastos da Copa do Mundo 2014, moradia digna para todos os removidos para obras da Copa, transporte 24 horas e 100% de creches.

Segundo texto divulgado pelo movimento, o "Brasil receberá a Copa do mundo de 2014, porém, a população que não foi consultada é quem vai pagar o preço. Tudo não passa de um grande espetáculo com o dinheiro do contribuinte".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas