PM de São Paulo adota armadura estilo "Game of Thrones" para a Copa do Mundo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Duzentos conjuntos, contendo uniforme para homens e animais, foram adquiridos ao custo de cerca de R$ 3 mil cada

Para aumentar o patrulhamento na Copa do Mundo, os homens e os animais da Cavalaria de Choque terão uniformes parecidos com armaduras. De acordo com a Polícia Militar, 200 conjuntos, contendo uniforme para homens e animais, foram adquiridos ao custo de cerca de R$ 3 mil cada, tendo um investimento de aproximadamente R$ 600 mil.

Mais: PM do Rio de Janeiro vai usar uniforme 'Robocop' em manifestações

Uniformes da cavalaria. Foto: Divulgação/Polícia MilitarUniformes da cavalaria. Foto: Divulgação/Polícia MilitarUniformes da cavalaria. Foto: Divulgação/Polícia Militar

Os conjuntos começaram a ser usados nos treinamentos no começo de abril. Os cavalos terão viseiras de acrílico, protetor facial, botas antiderrapantes e uma cobertura de couro para o peito. Os policiais usarão um uniforme feito de polipropileno, material resistente. O equipamento protege ombros, braços, pernas, pés e costas e cabeça. Nas costas, o uniforme tem uma mochila, onde o policial pode guardar água para se hidratar.

Segundo a PM, os novos uniformes foram comprados para reforçar a proteção dos homens e animais da cavalaria durante alguns tipos de policiamento, como grandes manifestações, eventos e finais de campeonatos.

Nas últimas semanas, os animais precisaram passar por um treinamento especial para o uso dos novos equipamentos. Os policiais também precisaram se adaptar ao novo uniforme, que é de tamanho único e precisa de ajustes individuais.

No final de fevereiro, o Batalhão de policiamento em Grandes Eventos (BPGE) da Polícia Miltiar do Rio de Janeiro também passou a usar uniformes feitos de plástico resistente contra pedras e objetos pontiagudos, máscara antigás, cinto de “utilidades” e protetor antichamas nas mãos. 

O equipamento da polícia do Rio pesa cerca de dez quilos, foi comprado para ser usado na Copa do Mundo e Olímpiadas, e já pode ser utilizado em manifestações pela polícia carioca. O batalhão recebeu 200 desses equipamentos de proteção individual (EPI).

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas