Na quinta-feira e na sexta-feira, o movimento deve realizar uma série de ações na capital paulista, ainda não divulgadas

Agência Brasil

Na manhã de hoje (6), manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) iniciaram uma marcha para cobrar a aceleração da reforma agrária no país. A marcha teve início às 7h da manhã em Itapevi, na Grande São Paulo e o destino é a capital paulista, onde os manifestantes devem chegar amanhã cedo (7). A Polícia Militar informou à Agência Brasil que a marcha foi pacífica e reuniu cerca de 400 manifestantes.

Mais:  Sem-terra começam a desocupar prédio do Incra em São Paulo

Segundo o MST, a marcha reuniu cerca de mil sem-terra e é parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, que teve início no dia 28 de abril e se encerra no dia 10 de maio. Na quinta-feira e na sexta-feira, o movimento deve realizar uma série de ações na capital paulista, ainda não divulgadas.

Os sem-terra já chegaram permanecerão até amanhã em Osasco, onde, os manifestantes vão dormir em um ginásio da prefeitura.

Antes de chegarem a Osasco, os manifestantes passaram também pela cidade de Jandira, onde fizeram um protesto contra a prefeitura local por não ter disponibilizado ainda infraestrutura adequada para uma área chamada de comuna urbana, onde vivem alguns sem-terra. Segundo o MST, após o ato, os manifestantes conseguiram agendar uma reunião com o prefeito Geraldo Teotônio da Silva para amanhã cedo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.