Situação do Sistema Cantareira é "sensível", diz ministra Izabella Teixeira

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Governo federal discute com São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais para usar rio Paraíba do Sul para abastecimento da capital paulista; nível da Cantareira chegou a menos de 10%

Agência Brasil

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, classificou, nesta segunda-feira (5), como "sensivel" a a situação do Sistema Cantareira, cujo nível começou esta semana a 10%, o menor patamar da história. Ela destacou ainda que uma eventual decisão sobre racionamento de água em São Paulo cabe ao governo do Estado, como operador do sistema.

Leia mais

São Paulo aguarda parecer para cobrar multa de quem exceder consumo de água
Despoluição da represa Billings pode salvar o abastecimento de água em São Paulo
O Sistema Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ) também é motivo de preocupação.
Sabesp gasta R$ 1,5 bilhão em 5 anos para economizar R$ 13 milhões em água

“Chama a atenção, porque [o nível da água] está muito abaixo das mínimas históricas”, disse a ministra.

Segundo ela, como está começando o inverno, não há perspectiva de que ocorram chuvas. Izabella informou que técnicos colaboram com o governo de São Paulo na busca de alternativas de abastecimento e que deve haver uma reunião na próxima semana com o governo do Estado. A intenção é discutir a realocação de água para abastecimento de Cantareira e PCJ.

Veja a situação de uma das represas do sistema

Sistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia Stavis


Izabella Teixeira confirmou que o governo federal participa de discussões envolvendo os governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais para uso do rio Paraíba do Sul para abastecimento da capital paulista. De acordo com ela, a utilização de recursos do rio está prevista em um plano de segurança hídrica de São Paulo, que engloba ações que devem ser realizadas até 2035.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas