Polícia prende suspeito de participar de ataque a 35 ônibus na Grande São Paulo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Um grupo de seis a oito homens incendiou 35 veículos que estavam estacionados na garagem da empresa Urubupungá

Agência Brasil

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (22) um suspeito de participar do ataque a 35 ônibus em Osasco, Grande São Paulo, no início da madrugada. Um grupo de seis a oito homens incendiou os veículos que estavam estacionados na garagem da empresa Urubupungá. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram por volta da 1h e foram extintas com a ajuda de duas equipes.

Leia também: Mais de 30 ônibus são incendiados em garagem de empresa em SP

Mais: Ataque a garagem de ônibus afeta 20 mil pessoas na Grande São Paulo

Edison Temoteo/Futura Press
Ônibus da Viação Urubupunga são incendiados na garagem em Osasco, na Grande São Paulo, na madrugada desta terça-feira (22)

Além dos veículos incendiados na garagem, um dos ônibus foi atacado na Rua João Ventura dos Santos e ficou parcialmente danificado. Os funcionários da empresa ainda conseguiram salvar dez ônibus que estavam no pátio no momento do ataque. A retirada dos ônibus destruídos e danificados de circulação afetou, de acordo com a Urubupungá, o transporte de 20 mil passageiros.

O caso foi registrado no 10º Distrito Policial. A principal linha de investigação é que o ataque é uma retaliação à morte de um homem, suspeito de ser traficante, na noite de ontem (21). O suspeito preso pelo ataque aos coletivos é irmão do morto.

A empresa estimou em R$ 10 milhões o prejuízo causado pelo ataque de hoje, que teve 23 ônibus totalmente destruídos e 12 parcialmente afetados. Os danificados estão sendo reparados na garagem da própria viação. Diariamente, a Urubupungá usa 179 ônibus para transportar 140 mil passageiros na Grande São Paulo.

Reportagem: Daniel Mello

Leia tudo sobre: osascoônibus incendiadoônibuspolícia civil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas